A GINÁSTICA AERÓBICA COMO FORMA DE MELHORAR A QUALIDADE DE VIDA DOS ALUNOS DO ENSINO MÉDIO DA LOCALIDADE DE ALAGOINHA


Sabe-se que é imprescindível proporcionar a prática de atividades relacionadas a educação física no ambiente escolar, tornando-a um ambiente físico propício para estimular o desenvolvimento da personalidade esportiva das crianças bem como auxiliar no desempenho escolar, socialização e na interação dos alunos com a área da ginástica. Neste contexto, a ginástica aeróbica tem a alternativa de promoção da saúde e do bem estar físico.

  Esse sistema de ginástica aeróbica é bem popularizado entre os jovens, mesmo que nem todos usufruam destes programas, a mídia difunde a necessidade de um corpo belo e saudável e relaciona essa conquista com as diversas possibilidades apresentadas pelo mercado. A Confederação Brasileira de Ginástica (CBG) e a Federação internacional de Ginástica (FIG) compreendem que na ginástica aeróbica esportiva competitiva todos os movimentos compõem uma rotina coreográfica, devendo demonstrar criatividade, força, resistência e carisma, uma perfeita interpretação da música através do corpo. Entretanto, a ginástica aeróbica não competitiva praticada nas academias tem como princípios básicos a busca por saúde, estética e autoestima.

    O número de academias aumentou em todo o país, assim como o número de atividades oferecidas em cada estabelecimento. Os jovens acompanham esse ritmo, entendem a conquista do “corpo saudável e perfeito” como uma forma de ser incluso na sociedade, de ter uma autoestima e conquistar admiração no grupo social que pertence.

    As novas realidades sociais e culturais das juventudes na atualidade são acompanhadas pelos programas de educação. A disciplina de Educação Física apresenta a ginástica como um conteúdo, porém, na maioria das vezes acaba limitada ao plano teórico, na apresentação do histórico e informações gerais. Esse não é apenas o caso da ginástica, mas também representa a realidade de outros conteúdos que não são realmente experimentados pelas crianças e jovens. Que será praticado como forma de encanto e magia sobre a educação física.

            Ao vivenciar as práticas proposta os alunos irão conhecer atividades mais concretas além de estar se socializando com a comunidade escolar, além de tomar gosto e inserir e adotar hábitos mais saudáveis melhorando sua qualidade de vida. 01/03/2017

Metodologia do ensino do Atletismo

O atletismo é considerado o esporte base, pois possui a capacidade de trabalhar e testar todas as habilidades físicas do homem, tornando assim eficiência os movimentos naturais deste, por razão, esta disciplina é considerada de suma importância para  curso de Educação Física. Planejar, executar e avaliar faz parte da atuação pedagógica, devendo estar ligada à educação e realidade.A disciplina é uma oportunidade do graduando adquirir experiencia teórica e prática nas disciplinas desenvolveremos uma metodologia lavando em consideração não só os fatores técnicos como também as questões educativas através do esporte. 

img-20170203-wa0016

 

PPI – I QUEM CANTA, DANÇA SE ENCANTAQUEM CANTA E DANÇAR SE ENCANTA!

QUEM CANTA E DANÇAR SE ENCANTA! Foi desenvolvida pela aluna Gilene Marques de Carvalho, na Escola Municipal Santa Maria na localidade Tapera Bela Vista no Município de Oeiras-PI. O projeto foi realizado com os alunos da educação infantil de ambos os sexos, com a faixa etária de 4 a 6 anos, os mesmos estão estudantes da modalidade da Educação Infantil. As atividades foram realizadas todos os dias por semana com o período de 14/03 até 07/04/16. Com a duração de uma hora e vinte minutos por dia.

Desenvolver nos alunos o gosto musical com condições para que a criança possa refletir e entender a música como fonte de prazer e conhecimento, estimulando a criatividade, o movimento, a percepção, a coordenação e o convívio social de forma prazerosa que a música oferece e produzindo seus instrumentos com materiais reciclado para apresentação em geral.

20160407_19551120160407_195535

20160407_200105

TEMOS O VÍDEO NO https://www.youtube.com/watch?v=nh1YNS6p2zo

PPI – Projetos: Atletismo na Educação Física Escolar, Dança e Parque Infantil.

    Os projetos visam trabalhar os movimentos corporais, são trabalhos coletivos que permitem fazer uma avaliação individual, como: a prática do ensino dentro do âmbito escolar, a coletividade, desempenho, agilidade etc. Visando trabalhar os aspectos cognitivos e motores das crianças.

PARQUE INFANTIL

imagem1parque

regi

dsc00605dsc00567

Atletismo na Educação Física Escolar

francisca

PROJETO DANÇA

20160914_09205620160914_092056

WordPress: como criar um blog

 

Hoje em dia, é muito comum ver pessoas que acreditam ter uma opinião para dar (seja sobre qualquer assunto) e que possuem acesso a internet criarem um blog. Anos atrás, blogs eram apenas diários virtuais com histórias sobre o cotidiano ou um amontoado de fotos digitalizadas.

Com o tempo, eles foram começando a ganhar corpo, e blogs sobre games, moda, cinema, política e tudo mais o que se pode imaginar começaram a surgir. Era o público tomando a internet para si, criando e distribuindo conteúdo que antes ficava limitado aos grandes portais.

O WordPress se tornou a ferramenta mais usada por blogueiros para a criação e edição de blogs e até mesmo de grandes sites. Ensinaremos como criar um blog completamente gratuito dentro do WordPress.

1) Crie uma conta no WordPress

Esse é o primeiro e mais simples passo. Acessando o site do WordPress (https://br.wordpress.com/), você verá a opção “Sign Up”. Clique nela. A tela que você verá é a seguinte:

(Fonte da imagem: Reprodução / WordPress)

Você deve criar um nome de usuário, senha, informar um endereço de email válido e, o mais importante, o endereço do seu blog. Veja que por padrão, ele se chamará “nome do blog.wordpress.com” e será gratuito. Caso você queira um endereço personalizado, como .com ou .net, é cobrado um valor anual de 18 dólares. Para esse passo a passo, usaremos o serviço gratuito. Você também pode escolher qual é o idioma do site. Por padrão, ele será em inglês, mas vamos alterá-lo para o português brasileiro (PT-br).

Feito isso, clique, no final da página, em “Create Blog”, na coluna dos blogs gratuitos.

2) Criando o seu perfil

O WordPress enviará um email de confirmação para você no endereço informado na etapa anterior, para confirmar que você é uma pessoa de verdade e não um robô que registra diversos domínios pela internet.

(Fonte da imagem: Reprodução / WordPress)

Antes de confirmar a sua conta, você pode realizar o cadastro do seu perfil contando o seu nome e escrevendo um pouco sobre quem é você. Essa etapa não é obrigatória, mas na mesma tela existe uma seção importante. Caso você não receba o email de confirmação do WordPress, você pode incluir ali um novo endereço eletrônico para cadastramento.

(Fonte da imagem: Reprodução / WordPress)

3) Confirmando a sua conta e escolhendo o visual do blog

Você finalmente recebeu o email de confirmação do WordPress e clicou na opção de ativar o seu blog. O serviço então mostra para você uma série de layouts prontos para serem instalados no seu site. Vale lembrar que a versão gratuita do WordPress (essa que estamos lhe mostrando) não permite a customização visual e inclusão de plugins externos. Essas funções são disponíveis apenas quando você tem o blog instalado em um servidor externo.

(Fonte da imagem: Reprodução / WordPress)

Caso os seis temas exibidos não lhe agradem, você pode clicar em “Show More Themes” e novos visuais serão mostrados. Repare que existem valores ligados a alguns exemplos. Esses são os temas pagos e fica ao seu critério adquirir um. Optamos por um layout gratuito, no caso, o “Suburbia”.

Clicando nele, uma tela será mostrada com uma pré-visualização do tema e suas características.

(Fonte da imagem: Reprodução / WordPress)

Caso você queira ver mais temas, é só clicar em “Go back; I’ve changed my mind.” Como ele pareceu interessante, optamos por esse tema para o exemplo. Para ativar o tema, clique em “Choose This Theme”.

4) Parabéns! Você tem um blog!

(Fonte da imagem: Reprodução / WordPress)

Pronto, serviço completo. O seu blog já está pronto para ser usado. O WordPress apresenta nessa tela inicial formas simplificadas de começar a postar os seus textos e imagens. Para ter um maior controle sob o que acontece no site, você pode ir até o Painel de Controle (ou “Dashboard”) dele. O endereço de acesso será “nomedoblog.wordpress.com/wp-admin”.

É possível que o WordPress solicite o usuário e senha para acessar o Painel de Controle, mas é só você incluir os dados informados no primeiro passo.

(Fonte da imagem: Reprodução / WordPress)

Agora, é só clicar em “Posts”, e, depois, em “Adicionar novo” e começar a blogar.

Fonte:https://www.tecmundo.com.br/tutorial/24018-wordpress-como-criar-um-blog.htm

 

O que é o PARFOR

O que é o PARFOR – Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica

O Parfor, na modalidade presencial é um Programa emergencial instituído para atender o disposto no artigo 11, inciso III do Decreto nº 6.755, de 29 de janeiro de 2009 e implantado em regime de colaboração entre a Capes, os estados, municípios o Distrito Federal e as Instituições de Educação Superior – IES.

O Programa fomenta a oferta de turmas especiais em cursos de:

I. Licenciatura – para docentes ou tradutores intérpretes de Libras em exercício na rede pública da educação básica que não tenham formação superior ou que mesmo tendo essa formação se disponham a realizar curso de licenciatura na etapa/disciplina em que atua em sala de aula;
II. Segunda licenciatura – para professores licenciados que estejam em exercício há pelo menos três anos na rede pública de educação básica e que atuem em área distinta da sua formação inicial, ou para profissionais licenciados que atuam como tradutor intérprete de Libras na rede pública de Educação Básica; e
III. Formação pedagógica – para docentes ou tradutores intérpretes de Libras graduados não licenciados que se encontram no exercício da docência na rede pública da educação básica.

Objetivo:

Induzir e fomentar a oferta de educação superior, gratuita e de qualidade, para professores em exercício na rede pública de educação básica, para que estes profissionais possam obter a formação exigida pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional – LDB e contribuam para a melhoria da qualidade da educação básica no País.

Como funciona?

Anualmente a Capes divulga o Calendário de Atividades do Programa. Nele estão definidos os prazos e as atividades a serem realizadas pelas secretarias de educação estaduais, Municipais e do DF, os Fóruns e as IES e o período das pré-inscrições.

Para concorrer à vaga nos cursos ofertados, os professores devem: a) realizar seu cadastro e pré- inscrição na Plataforma Freire; b) estar cadastrado no Educacenso na função Docente ou Tradutor Intérprete de Libras na rede pública de educação básica; e c) ter sua pré-inscrição validada pela Secretaria de educação ou órgão equivalente a que estiver vinculado.

HISTÓRICO DO PARFOR DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PIAUÍ

O Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica – PARFOR foi implementado na UESPI em 2010, induzindo e fomentando a oferta de Cursos de Educação Superior para os professores em exercício na rede pública de Educação Básica no Estado do Piauí. Essa ação possibilita que estes profissionais possam obter a formação exigida pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional – LDB.

MAIS INFORMAÇÕES
Central de Atendimento: 0800 61 61 61 – opção 7
PARFOR NA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PIAUÍ, UESPI
(86) 3213-3703 E-mail: contatoparforuespi@gmail.com

Fonte: http://www.capes.gov.br/educacao-basica/parfor